quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Duas verdades

Unidade:

Se todos nós somos deuses e fomos feitos à imagem e semelhança dele, é bobagem ficar imaginando formas e características físicas como negro, loiro, etc. E é mais idiota ainda, práticas como racismo, pois você estaria discriminando uma parte de si mesmo. Ele é formado pelo dna de cada um, em unidade. Como todas as gotinhas de água formam um único e imenso oceano.

Deus é cada um de nós, branco, negro, homem e mulher. Com nossas características e particularidades, com todos os bens e males, nada mais do que uma grande energia universal.

Eternidade:

Não existe nada eterno. Eterno no sentido de que, nada permanece da mesma forma eternamente. Não existe sofrimento eterno, não existe essa história de que, depois da Terra, iremos viver com Deus pra sempre na forma espiritual.

Pra sempre em uma mesma forma não existe. Qual a graça de permanecer na inércia depois de alcançar um objetivo? Nossa vida não teria graça se fôssemos perfeitos, sem nada para aprender. Tudo é evolução. Depois daqui, mesmo após essa luta entre os céus e o inferno, ainda vamos estar incompletos. A única coisa eterna que existirá, será o fato de que sempre seremos incompletos. Com um universo imenso para desbravar, e com infinitas possibilidades de evolução.

Um comentário:

JFS disse...

'incompletos' 'imperfeitos' são palavras. Somos o que somos e dentro do que somos somos assim como nos achamos. Participamos e fazemos parte da grande existência, isto basta saber, de resto saberemos sempre muito pouco, minusculamente pouco.
Bom fim de semana, Brenda amigos e familia. Grande abraço. João.